Please use this identifier to cite or link to this item: http://10.233.90.10:8080/jspui/handle/prefix/58
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Title: Mortalidade na infância no Brasil e regiões no período de 2000 a 2011: o impacto da atenção básica
Other Titles: Infant mortality in Brazil and regions from 2000 to 2011: the impact of primary care
metadata.dc.creator: Gomes, Tabatha Gonçalves Andrade Castelo Branco
Ferreira, Leonardo Dos Santos
Queiroz, Murilo Neves de
Reis Netto, Paulo Batista dos
Bezerra, Vinícius Neves
Costa, Ana Maria
metadata.dc.description.resumo: Objetivos: Analisar as tendências da mortalidade na infância no Brasil e regiões, no período de 2000 a 2011, e correlacionar as tendências de duas das mais prevalentes causas de óbito na infância, doença diarreica aguda e infecção respiratória aguda, com a cobertura da atenção básica no Brasil e regiões.Métodos: Trata‑se de um estudo epidemiológico que visa estimar o efeito da atenção básica na taxa de mortalidade na infância. Foram coletados dados de cobertura populacional do Programa Saúde da Família, indicadores de saúde e informações demográficas, obtidos no DATASUS, base de dados disponibilizada pelo Ministério da Saúde, no período de 2000 a 2011.Resultados: No Brasil, a Taxa de Mortalidade na Infância vem apresentando tendência constante de queda, com uma redução de 41,1% no período analisado enquanto a cobertura nacional da atenção básica no período de 2000 a 2011 teve aumento de 36%. A mortalidade na infância por doença diarreica aguda apresentou redução de 78,98%; enquanto que a mortalidade na infância por infecção respiratória aguda reduziu em 48,40%.Discussão: A tendência nacional é de queda global da mortalidade na in‑fância no período analisado. Em 2000, a classificação nacional da taxa de mortalidade na infância era média (30,1/1000 NV), enquanto em 2011, baixa (17,7/1000 NV). A cobertura populacional realizada pela atenção básica foi maior nas regiões com as maiores TMI (Norte e Nordeste) as quais demonstraram maiores decréscimos. Os dados apontam que a expansão do PSF, juntamente com outras melhorias em condições socioeconômicas, está associada a reduções na mortalidade na infância.
Abstract: Objectives: Analyze trends in infant mortality in Brazil and regions, from 2000 to 2011, and correlate trends from two of the most prevalent causes of death in childhood, acute diarrheal disease and acute respiratory infection, with the coverage of primary care in Brazil and regions.Methods: It’s an epidemiological study to estimate the effect of primary care in the mortality rate in childhood. We collected population data coverage of the Family Health Program, health indicators and demographic information obtained in DATASUS database made available by the Department of Health, from 2000 to 2011.Results: In Brazil, the mortality rate in Childhood has been showing steady downward trend, with a reduction of 41.1% in the analyzed pe‑riod while national coverage of primary care from 2000 to 2011 increa‑sed by 36%. The infant mortality from acute diarrheal disease decreased by 78.98%; while child mortality from acute respiratory infections fell by 48.40%.Discussion: The national trend is the global decline in infant mortality during the period. In 2000, the national classification of mortality in childhood was average (30.1 / 1,000 live births), while in 2011, low (17.7 / 1,000 live births). The population coverage by primary care was higher in regions with the highest IMR (North and Northeast) which showed greater decreases. The data indicate that the expansion of the PSF, along with other improvements in socioeconomic conditions, is associated with reductions in mortality in childhood.
Keywords: Taxa de mortalidade na infância
Atenção básica
Programa Saúde da Família
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Citation: GOMES, Tabatha Gonçalves Andrade Castelo Branco et al. Mortalidade na infância no Brasil e regiões no período de 2000 a 2011:. Comunicação em Ciências da Saúde, [S.l.], v. 27, n. 04, p. 259-266, oct. 2017. ISSN 1980-5101. Disponível em: http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/18.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://10.233.90.10:8080/jspui/handle/prefix/58
Issue Date: 20-Oct-2017
Appears in Collections:Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
18-13-44-1-10-20171207.pdfMortalidade na infância no Brasil - CCS598,94 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.