Please use this identifier to cite or link to this item: http://10.233.90.10:8080/jspui/handle/prefix/40
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Perfil sociodemográfico e avaliação do serviço de atendimento ambulatorial de transtornos alimentares do COMPP
metadata.dc.creator: Oliveira, Ingrid Coutinho Chaves de
metadata.dc.contributor.advisor1: Herita, Rosa Maria Melloni
metadata.dc.contributor.advisor2: Almeida, Rafaella Oliveira de
metadata.dc.description.resumo: Objetivos: realizar um perfil dos pacientes atendidos no COMPP, na faixa etária de 0 a 21 anos, em ambulatorio especializado em transtorno alimentar e traçar um panorama dos atendimentos. Material e Métodos: estudo descritivo e retrospectivo, com base na revisão de prontuários dos pacientes com alterações alimentares atendidos do período de janeiro de 2012 a janeiro de 2013. Dados coletados a partir de formulários específicos e no relato de cada profissional registrados nos prontuários. Foram avaliados fatores sócio-demográficos e o padrão internacional o índice de massa corporal (IMC) e para analise foi utilizada classificação por percentil adequado para o sexo e a idade segundo o centro norte-americano de controle e prevenção de doenças (CDC). Resultados: A faixa etária dos atendidos foi dos 9 (nove) aos 20 anos de idade. Distribuída em 60% (n=26) feminina e 40% (n=17) masculina. O maior número de indivíduos dentro do Distrito Federal corresponde a Taguatinga (n=5), Samambaia (n=5) e Ceilândia (n=5). Dois outros estados brasileiros Minas Gerais (MG) e Goiás (GO) se evidenciaram. Destes o estado de GO tem o número de indivíduos assistidos (n=6) superior até do que as regiões distritais separadamente. A proporção foi 84% são procedentes do DF, 14% de GO e 2% de MG. Quanto a terapia de grupo, 88% do total de pacientes atendidos participaram. 12% (n=5) não participou de nenhum grupo. Participação dos genitores: 16 pacientes tiveram pais participando, com uma média de 8,68 participações. A média de participação dos pacientes nos grupos foi 17,94 comparecimentos em um ano. Numa proporção comparativa entre pais e filhos de 1:2 participações. A anorexia nervosa (AN), a obesidade e o TCAP tiveram o mesmo número de representantes (n = 5). A maioria recebeu diagnóstico de transtorno alimentar não especificado (TANE) n = 16 e Pica n = 1. E uma parcela significante recebeu outro diagnóstico principal que não foi o transtorno alimentar - TA ( n = 8). Do total, 3 (três) precisaram de internação em hospital geral pela gravidade, todos do gênero masculino. Tais pacientes representam 6,9% da amostra. Do primeiro contato ao serviço até a primeira avaliação psiquiátrica: tivemos uma média de 945 dias (média de 2,58 anos) até receber algum diagnóstico por meio de avaliação psiquiátrica. Separando os indivíduos que tiveram diagnóstico principal de transtornos mentais diversos do TA, encontramos comorbidades, 4 com obesidade e um individuo com baixo peso. Destacando a AN e BN, conseguimos ter uma evolução do desenvolvimento dos parâmetros peso e altura. Conclusão: A avaliação aponta o impacto do Grupo de Atendimento para Transtorno Alimentar no tratamento de crianças e adolescentes, mostra um perfil heterogêneo de pacientes nesta amostra pequena, que reafirma a importância de uma equipe multidisciplinar especializada para conduzir as peculiaridades dos diversos transtornos alimentares. Há limitações e pontos a serem reorganizados para melhor atender o público infanto-juvenil, além de necessitar de um suporte maior da rede pública no que implica o atendimento destes casos, aponta a necessidade de novas pesquisas e desenvolvimento de políticas públicas que visem melhor qualidade de vida e recuperação.
Abstract: Objectives: To conduct a profile of patients treated in COMPP, aged 0-21 years, in an ambulatory specialized in eating disorder, and give an overview of care. Material and Methods: A retrospective descriptive study based on chart review of patients treated with dietary changes from January 2012 to January 2013. Data collected from specific forms and reporting of each professional recorded in the charts. We assessed socio-demographic factors and the international standard body mass index (BMI), and, for analysis, was used classification by percentile for sex and age according to the U.S. Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Results: The age range of the serviced was nine (9) at 20 years of age. Distributed in 60% (n = 26) female and 40% (n = 17) male. The largest number of individuals within the Federal District corresponds to Taguatinga (n = 5), Samambaia (n = 5) and Ceilândia (n = 5). Two other states, Minas Gerais (MG) and Goiás (GO) were more evident. Of these, the Goiás state has the number of individuals assisted (n = 6) higher up than the district regions separately. The proportion was 84% coming from DF, 14% from GO and 2% from MG. As to group therapy, 88% of patients treated participated. 12% (n = 5) did not participate in any group. Parents' participation: 16 patients had parents participating, with an average of 8.68 shares. The average participation of patients in the groups was 17.94 attendances in a year. A ratio comparing parents and children participations was 1:2. Anorexia nervosa (AN), obesity and TCAP have the same number of representatives (n = 5). Most received a diagnosis of eating disorder not otherwise specified (EDNOS) n = 16 and Pica n = 1. And a significant portion received another major diagnosis that was not the eating disorder - TA (n = 8). Three (3) participants required hospitalization of the total in a general hospital by gravity, all males. These patients represent 6.9% of the sample. From the first contact to the service until the first psychiatric evaluation: we had an average of 945 days (mean 2.58 years) to receive a diagnosis by means of psychiatric evaluation. Separating individuals who had a primary diagnosis of mental disorders other than TA, we found comorbidities, 4 obese and 1 underweight individual. Highlighting the AN and BN, we reached an evolution of the development of weight and height parameters. Conclusion: The evaluation demonstrates the impact of Group Care for Eating Disorders in the treatment of children and adolescents, shows a heterogeneous patient profile in this small sample, which reaffirms the importance of a multidisciplinary specialized team to conduct the peculiarities of the various eating disorders. There are limitations and points to be reorganized to better serve the children and youth, as well as requiring more support from the public system concerning attendance to these cases, indicates the need for further research and development of public policies that aims to improve quality life and recovery.
Keywords: Transtornos alimentares
Anorexia nervosa
Bulimia nervosa
Avaliação
Psiquiatria da infância
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::PSIQUIATRIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Escola Superior de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.initials: ESCS
metadata.dc.publisher.department: Coordenação de Pós-graduação e Extensão
metadata.dc.publisher.program: Programa de Residência Médica, Hospital São Vicente de Paulo
Citation: OLIVEIRA, Ingrid Coutinho Chaves de. Perfil sociodemográfico e avaliação do serviço de atendimento ambulatorial de transtornos alimentares do COMPP. Monografia (Especialista em psiquiatria da infância e adolescência) - Escola Superior em Ciências da Saúde, Brasília, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://10.233.90.10:8080/jspui/handle/prefix/40
Issue Date: 22-May-2013
Appears in Collections:Psiquiatria

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia 2013 CAT.pdfOLIVEIRA, INGRID - RESIDENCIA MEDICA787,6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.